Carregando...








O Projeto

Foram várias as aeronaves construídas e voadas com esta posição de piloto, com objetivos diferentes : ou para o piloto suportar G's positivos maiores em recuperação de mergulho ou em curvas acentuadas antes de sofrer um 'black out', ou para reduzir a área frontal da fuselagem e o respectivo arrasto.

Mas existe outro motivo para esta configuração : uma sensação de vôo diferente, aumentada, exaltada do piloto pilotando sua aeronave nesta posição. Senti isto na propria pele quando comecei o vôo livre : primeiro com uma asa tipo Rogallo na posição sentada, e depois com asas mais avançadas na posição deitada para frente, entre decolagem e pouso.
Nesta posição a sensação de vôo e o controle da asa é muito mais natural e intuitivo.


Do sonho de voar ao transporte aéreo - e voltar ao sonho original?


Milhares de adeptos do vôo livre, mas tambem Yves Rossy com seu JET-WING e os paraquedistas saltando de WING-SUIT, conhecem esta outra sensação de vôo.

No vôo livre e tambem no Trike sempre estranhei o fato de ficar pendulando debaixo da minha asa, e de comandá-la somente com o deslocamento de meu peso.

E apesar de ja ter feito tambem um salto de paraquedas, esta modalidade para voar deitado tambem não me convenceu - fora o custo e a complicação envolvida.

Para não ter que subir montanhas ou ser levado as alturas por um outro avião, o aparelho teria que ser motorizado. A melhor solução para a motorização de uma asa delta eu achei no 'Schwarzer Minimum' alemão. Observei eles voarem, mas tão pouco me pareceu uma solução convincente.

 

O BIRDCRAFT INTEGRA AS SEGUINTES CARACTERÍSTICAS: 


Aeronave de estrutura rígida, ultraleve e de dimensões reduzidas.
Piloto fixo em posição semi-ventral, com excelente campo de visão desobstruido.


Superficies de comando aerodinâmicas convencionais, acionadas por manche e pedais.
Trem de pouso com rodas de grande diâmetro, a dianteira dirigível.


O PROJETO AERODINÂMICO E ESTRUTURAL

Após muitas considerações e esboços em papel rascunho, tropecei sobre um micro avião francês, um Mini-Fauvel. Me dei conta que reprojetando somente a fuselagem se obtem a aeronave acima, que atende as características desejadas. E se tratando de uma aeronave já construida, testada e voada, há de se esperar poucas surpresas com relação a performance e comportamento em vôo.
O JCD 03 Pelican foi projetado e construido por Jean Claude Debreyer na França nos anos 90. A empresa Air Est Services quis produzir e vendê-lo em forma de Kit na categoria de ultraleve com peso vazio max. de 120 Kg. Mas acabou desistindo pela baixa procura por monoplaces, já que a legislação a esta altura já facilitava a operação de ultraleves biplaces mais velozes e pesados.









Maquete

em escala 1:4








ANEXOS

Alguns projetos antigos e mais recentes parecidos, visando tambem uma aeronave de estrutura rígida e asa fixa com o piloto em posição de barriga.

Projeto Phyxis 3
Projeto do arquiteto e piloto Roberto Stickel de São Paulo : planador com piloto deitado.

Foi ensaiado em vôo sem piloto e com controle remoto. Decolagem e subida carregado por um trike, depois solto, vôo controlado por rádio e pouso com para-queda.



Projeto Phyxis 4

Somente idealizado. Propulsão prevista com 2 microjatos.

Demonstração da subida com auxilio de aeronave e, após vôo independente, pouso com paraqueda - semelhante a operação do JET-WING de Yves Rossy.

 

 



Projeto japonês 'Moewe' voando!

Open Sky M-02. Projeto realizado pelo artista e piloto Kazuhiko Hachiya e o projetista
Satoru Shinahe, com propusão a jato. Demonstrado em vôo em Junho de 2016 em Takikawa, Hokkaido, Japão.










CONTATO

Endereço:
Av. Ipiranga, 200 - Bloco D, Apt. 282 CEP: 01046-010 - São Paulo/SP - Brasil

E-mail:
clakiep@terra.com.br
Telefone:
++55 11 - 3255-3339 / 99808-9586

Mensagem enviada com sucesso!

Voar como um pássaro.
De cabeça pra frente e pés para traz.

Av. Ipiranga, 200 - Bloco D, Apt. 282 CEP: 01046-010 - São Paulo/SP - Brasil

+55 11 - 3255-3339 / 99808-9586
© All Rights • Bird Craft